Produção acadêmica da Fatec S.S. cresce em quantidade e qualidade

O crescimento da Fatec São Sebastião no quesito produção acadêmica é notório. A possibilidade de trocar a monografia pela publicação de artigo deu aos alunos um ânimo a mais.

Embora ambos gêneros possuam a mesma estrutura, a praticidade do artigo, por ser menor, é um dos motivos que mais atrai os alunos, mas não é só isso, o fato de ir viajar para a apresentar a pesquisa em outra instituição também é uma experiência nova que torna o trabalho até divertido.

Outro fator que tem contribuído nesse aumento é a possibilidade da realização do artigo já no quinto semestre. A disciplina TGI, que antes era só do projeto de pesquisa, atualmente também dá suporte na estrutura acadêmica do TG2 – no caso o artigo – que antes ficava só para o sexto e último semestre.

“Esse adiantamento, tem colaborado muito. O número de alunos do quinto semestre que já apresenta seu trabalho tem crescido. Para eles isso também só traz vantagem, uma vez que conseguem concluir o curso com mais tranquilidade no sexto semestre”. Explicou a professora, responsável pelo TG 2, Profa. Me. Alciene Ribeiro

“E o melhor disso tudo é que a cada semestre aumenta não só número, mas principalmente a qualidade desses trabalhos”, ressaltou.

Neste semestre foram ao todo 24 artigos aprovados, mais de 46 alunos que tiveram seus trabalhos aprovados em três congressos e uma revista, sendo eles:  quatro na EIC – Fatec de Guaratinguetá, 14 no Fatelog, em Guarulhos, 5 no CESLN, na Fatec São Sebastião e um trabalho publicado na JINTER.

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários estão encerrados.